Especial: Morbid Angel

Ahhh, o Morbid Angel. Uma das melhores e mais importantes bandas de death metal, e também uma das minhas favoritas, vai tocar hoje aqui em São Paulo na décima edição do Setembro Negro. De fato que será uma noite memorável.

Evento: Morbid Angel, Belphegor e Ragnarok
Data:
11 de setembro de 2011 (domingo)
Local:
Carioca Club (Rua Cardeal Arcoverde, 2899 – Pinheiros) – São Paulo/SP
Ingressos:
– Estudante: R$50,00
– Promocional: R$70,00
– Inteira: R$100,00

E assim como na sexta-feira, escolhi as melhores de cada CD. Quer continuar lendo? Clica aí no “mais…” 😉

Álbum: Altars of Madness (1989)
Música: Immortal Rites

Clássico absoluto e é obrigatório qualquer fã do estilo escutá-lo. Esse álbum contribuiu muito para o death metal e tornou o Morbid uma das bandas mais importantes.

Escolhi a Immortal Rites, apesar de ser alucinada pela Maze of Torment. Bah, pode botar duas? 😛

——————————-

Álbum: Blessed are the Sick (1991)
Música: Blessed are the Sick

Quando eu ainda estava na barriga de mamãe, o Morbid lançava outro grande trabalho. Escolhi a música que leva o mesmo nome do álbum, “Blessed are the Sick”.

——————————-

Álbum: Abominations of Desolation (1991)
Música: Chapel of Ghouls

O Abominations era pra ter sido o primeiro álbum, mas foi lançado somente em 1991. Quase todas as músicas desse disco foram regravadas posteriormente, somente a “Demon Seed” não foi. Minha escolha foi a “Chapel of Ghouls”, presente no Altar of Madness.

——————————-

Álbum: Covenant (1993)
Música: God of Emptiness

Esse é classicão e é um dos melhores do Morbid Angel. Também é um dos álbuns mais vendidos da história do death metal, com mais de 127 mil cópias.

——————————-

Álbum: Domination (1995)
Música: Dawn of the Angry

Death metal puro. Esse álbum é considerado pelos caras como um dos melhores da banda, e foi o segundo CD à ser lançado por uma grande gravadora. Escolhi a faixa “Dawn of the Angry”.

——————————-

Álbum: Formulas Fatal to the Flesh (1998)
Música: Nothing is Not

Primeiro play sem o David Vincent no vocal, sendo substituído pelo Steve Tucker. Apesar de gostar muito do vocal do David, o Steve não deixou nada á desejar e fez um excelente trabalho. A minha escolhida é a “Nothing Is Not”.

——————————-

Álbum: Gateways to Annihilation (2000)
Música: Secured Limitations

Esse também é com o Steve Turker nos vocais, e gosto mais desse do que do Formulas (e sei que meu amigo Digão vai discordar de mim). Escolhi a “Secured Limitations” pelo solo tesão que ela tem.

——————————-

Álbum: Heretic (2003)
Música: Cleansed in Pestilence (Blade of Elohim)

Esse álbum tem opiniões bem divididas, uns gostam e outros acham uma porcaria. Eu estou no meio, acho um disco mediano. Tem algumas boas músicas nele, como por exemplo a primeira faixa, “Cleansed In Pestilence”.

——————————-

Álbum: Illud Divinum Insanus (2011)
Música: –

É o “St. Anger” deles e com certeza um dos piores que já ouvi na minha vida (só perde para o próprio St. Anger – frantic tic tic tic tic toc). Não me entra na cabeça como uma banda do patamar do Morbid Angel conseguiu lançar uma bomba dessa. Parece piada. O “destaque” vai para a “Radikult”, que parece que foi feita pelo Marilyn Manson. Claro que eu não estava esperando um novo Altar of Madness, mas depois de oito anos de espera nós merecíamos coisa melhor. Sou muito fã do David Vincent, mas ele falar que esse álbum é uma obra-prima, é pra fuder qualquer um…

Eu estava lendo uma entrevista com o Pete Sandoval hoje e não fiquei surpresa com as respostas.
Som Extremo: O que achou do novo álbum da Morbid Angel – “Illud Divinum Insanus”?
Sandoval: Sem comentários! Eu não toco naquele álbum!

Som Extremo: Se tivesse gravado o disco, o que acha que teria feito de diferente em “Illud Divinum Insanus”?
Sandoval: Mais death, grind, metal extremo e menos DJ, coisas chatas que não dou a mínima e merdas industriais experimentais. Isso não é o que já foi a Morbid Angel! Hmmmmm… e realmente não me importo com isso!
E aí, concordam com as escolhas?

Daniele

Daniele Hoffmann

Daniele Hoffmann, também conhecida pelo pseudônimo Corpse, é blogueira de beleza desde 2009. Trabalha como taróloga profissional e leva seu blog como hobby.

Você também pode gostar

Comments Closed

15 Comentários

  1. Esse novo do Morbid é uma piada mesmo, até hoje só consegui escutar uma vez. Eles não fazem um trabalho foda desde o Formulas…
    Pena que não conseguirei ir no show hoje, grana tá curtíssima aqui. Tenho que economizar pro Immortal, que eu curto mais.

  2. Concordo com as escolhas, trocaria apenas a Immortal Rites pela Maze of Torment, mas ambas são dois clássicos. Estarei hoje lá no Carioca pra prestigiar essa grande banda, mas vou entrar só na hora deles. No Ragnarok e Hellsakura não vou… Belphegor, talvez.

    Nos vemos lá!

  3. Olá Daniele,
    O Morbid Angel é uma das melhores bandas de death metal com certeza. Também achei ridículo o Illud Divinum Insanus e sinceramente não posso crer que o David disse que esse LIXO é uma masterpiece.

    Quanto ao Heretic, sou do grupo que não curte. Tem algumas músicas audíveis e só.

    Abraços

  4. Hail!!!

    Nem acredito que é hoje!! Morbid Angel é uma das minhas bandas favoritas e tô esperando esse show há muuuuitooo tempooo!!! 😀

    Bjooo

  5. Ahh … ou ia ver o ‘ultimo’ do Judas ou ver Morbid Angel porque o dinheiro não deu pros dois =[ que bosta ¬¬ só teve show foda esse ano, quanta banda fodida eu já não perdi esse ano pq a grana tá curta ah mas Overkill eu não perco nem fodendo!!!
    um colega meu tá todo feliz porque ganhou um ingresso de presente de aniversário do amigo …e eu no meu niver não ganho nem mesmo um mísero “Parabens”… mas eu to feliz por ele, nem to com inveja ¬¬

  6. Até estava com vontade de ir neste show do Morbid Angel, mas ser no domingo me limita muito, sobretudo por ter de acordar as 4:40 no dia seguinte.
    Somente não vejo ainda alguma razão para alguém dizer que o Illud seja um disco ruim que não caia no “eu não gosto dos elementos eletrônicos e tal”. De verdade, os dois anteriores são extremamente repetitivos e boa parte dos fãs também não gosta (incluia-me nisto), o que os torna ruins e o Illud é algo “novo” para uma banda tradicional de death metal. Falo “novo” porque o Godflesh já fazia isto.
    Espero que o show seja bom.

  7. Pô, aqui no Rj não tem essas paradas… aff…

    Dani, o que vc acha de fazer um post sobre as cabeleiras mais belas do metal?tipo, eu babo num cabelo comprido, e acho que muitas das vezes os homens tem cabelos até mais bonitos que as mulheres >.< se vc curtir a idéia, faz o post ^^

  8. Oiii Daniele!!! Eu te vi ontem e mew, fiquei impressionada, vc é muito linda cara!!! Parece modelo… kkkk… Toda hora que vc passava não tinha um cara q não olhava e comentava =P rssss…
    Show mto foda, Morbid Angel sempre é mto foda né… Beijoooo!


    Daniele Hoffmann Daniele
    setembro 12th, 2011 em 16:24
    respondeu:

    Ahhhhhhh *vergonha*, obrigada pelo elogio viu? ^___^

  9. Te vi no Morbid e até falei com vc, vc lembra? ^^
    Vc é a pessoa mais linda, mais simpática e mais legal do mundo, sério!!! Amei conhecer vc! =)
    Cannibal é nóes!


    Daniele Hoffmann Daniele
    setembro 15th, 2011 em 02:58
    respondeu:

    Awwwwwwnnnnn que isso, obrigadaaa Gi!!! Vc tbm é um amor de pessoa, cara!!! Espero te ver nos próximos roles por aí! Beijo! =)

  10. Eu nao sou fa do Morbid Angel, mas tenho o Covenant em Lp e o Domination em Cd!PQP, eu acho o Domination PHODA BAGARAY!!!!(Pode falar palavrao no Blog?).Na verdade eu nao sou fa de Death, mas tem algumas (poucas!) bandas que merecem muito o meu respeito!!Gostei do post!!!!=D