Links da Semana

BELEZA:
Moda lolita: estilos e subestilos [Moda de Subculturas]
Resenha: Máscara para hidratação profunda da Tutanat [É tempo de make]
Resenha: Escova Progressiva da Tutanat [Dicas Euzinha]
Workshop de automaquiagem em Campinas [Chic Tric]
Vídeo: coleção de maquiagem + cantinho novo [Girls Night Out]
MAC by Request [Dazzle Blog]
Galaxy Nail Art [The Black Ice]
Bye Bye Glossy Box [Mundo de Beauté]
Resenha: Cauterização de queratina e óleo de argan [Ana Paula Make]

MÚSICA:
Tarja Turunen: Encontro pré-show em Porto Alegre [Rocks Blog]
Melhores vocalistas brasileiras de 2011 [A Ilha do Metal]
Grave Digger: novo álbum sairá em Agosto [Whiplash]
Raul Seixas: o documentário sobre a vida do músico [Whiplash]

DIVERSOS:
Ovo de Páscoa Skol [Mone Celes]

PROMOÇÕES E SORTEIOS:
Tarja Turunen: saiba como conhecer a cantora [Abstratti]
Pincéis com super descontos na Pink Gloss [Pink Gloss]
Of The Archaengel: Aniversário de 20 anos com sorteio de brindes [Metal Media]

VÍDEO:
Essa semana foi ao ar o nono episódio do Maloik, programa totalmente dedicado à música pesada. O tema do “Campo de Batalha”, quadro de debates apresenteado pelo Ricardo Batalha e com Prika Amaral e Luiza Mercaldi como convidadas, foi “Mulheres no Metal”. O quadro está nos 06:00 do vídeo.

E você, acha que ainda existe preconceito com mulheres no metal?
Deixe sua opinião nos comentários. 😉

Daniele Hoffmann

Daniele Hoffmann, também conhecida pelo pseudônimo Corpse, é blogueira de beleza desde 2009. Trabalha como taróloga profissional e leva seu blog como hobby.

Você também pode gostar

Comments Closed

11 Comentários

  1. Mesmo não tendo nada a ver com o post , eu queria saber quando vai ser o próximo tutorial de maquiagem … Tô esperando sabe … KKKKKKKKKKKK ‘ é eu eu amo seus tutoriais *-* ‘


    Daniele Hoffmann Daniele
    março 23rd, 2012 em 23:37
    respondeu:

    @Caroline, talvez semana que vem tenha algo!! =)

  2. Eu sofri preconceito por gostar de metal quando eu era mais nova, pq todas as outras meninas escutavam outro estilo de música e eu não, então eu era taxada de revoltada por causa disso, mas hj em dia não!

  3. Alguns homens headbangers pensam que nós somos posers ou groupies, como as meninas da entrevista falaram. Quando eu falo pra alguém que não conheço que escuto extremo, sempre falam: “aham, táá” ou ficam com cara de paisagem, nunca acreditam. E também pelo fato de ter baixa estatura, voz fininha e cara de patricinha, ajuda muito eles terem esse pré-conceito sobre mim.

    Mas quando eu tô no role e começo a bangear, essas opiniões sempre mudam. WIN! 😛

  4. Já sofri bastante por pensarem que sou groupie, mas ooooolha a minha cara de preocupada! hahahahaha

  5. Eu nunca sofri nenhum tipo de preconceito, até mesmo porque sempre estive na compania de homens nos shows, mas já vi várias meninas serem taxadas de groupies… Mas posso falar? Mereceram. Algumas (repito: ALGUMAS) se vestem como putas, especialmente no mundo do hardrock, então fica difícil não taxá-las assim. Agora as mulheres headbangers do death e thrash é mais difícil.
    Coloquei o site nos favoritos, bem legal aqui.
    Abraço, Maria

  6. Obrigada pelo Link de um post do meu Blog aparecre no seu site, não conhecia seu espaço…vou aproveitar para conhecer.
    Novamente Obrigada!


    Daniele Hoffmann Daniele
    março 26th, 2012 em 19:04
    respondeu:

    @Ana Paula, magina! Coisa boa tem que ser divulgada mesmo! 🙂

  7. O engraçado é que quem não conhece metal extremo acha que fazemos rituais satânicos, e quem conhece não acredita.
    Pelo menos comigo nunca rolou essa parte de preconceito por parte masculina… na minha opinião já se foi a época de que as pessoas tinham preconceito com sexo na cena do metal, afinal, estão aparecendo muitas mulheres que representam bastante na cena extrema!
    Mas eu concordo que várias vezes as meninas são chamadas de caça-cabeludo, como na vez que fui pro show do Satyricon e estava na fila sozinha quando escutei umas meninas falarem que tinham conhecido Satyricon semana passada. I MEAN: WHAT? Isso que estraga como a mulher é vista no metal extremo, tinha gente que conhecia Satyricon desde o Nemesis Divina, Extravaganza, sem contar quem não foi e queria ir… então, existem sim meninas posers no metal extremo, mas fazer uma generalização é desrespeito.
    Beijo!