Dia Internacional da Mulher: 7 bandas com vocal feminino que você precisa conhecer

Em 2013 eu fiz um post especial do Dia Internacional da Mulher indicando 5 boas bandas brasileiras com mulheres no vocal (clique aqui para ler).

Como essa postagem é bem antiga (6 anos!), nada melhor que dar uma atualizada, né? Hoje eu vou indicar pra você as minhas 7 bandas favoritas com vocal feminino.




7. BITCH

O Bitch é uma banda norte-americana de heavy metal formada em meados de 1980, comandada pela Betsy Weiss. A banda ficou conhecida na cena por causa das apresentações ao vivo bastante teatrais, inspiradas no visual sadomasoquista / bondage, tema que era muito visível em suas letras e no visual.

Apesar do álbum “Be My Slave” ser o mais conhecido e amado pelos headbangers, o meu preferido é o “The Bitch is Back”, que é com uma pegada mais light e comercial. Se você gosta de um heavy mais cru, ouça o debut.

6. HEART

Quem aqui não conhece a clássica Barracuda? Até a geração mais nova provavelmente conhece, já que essa música entrou para o jogo Guitar Hero 3.

O Heart é uma banda americana de rock formada nos anos 70 pelas irmãs Ann e Nancy Wilson. Além de Barracuda, as músicas mais famosas delas são “Alone, “What About Love”, “Barracuda”, “Crazy on You” e “These Dreams”.

Ano passado saiu uma matéria de que elas iriam voltar. Vamos aguardar!

5. FEMME FATALE

O Femme Fatale é uma banda americana de heavy/hard formada em 87 e tem como frontwoman a bela Lorraine Lewis. Suas músicas mais conhecidas são “Waiting for the Big One” e “Falling in and out of Love”.

Apesar de não ser uma banda muito reconhecida na cena glam, vale a pena conhecer. A banda acabou em 2013, mas voltou pouco tempo depois com um line-up só de mulheres.

4. SIGN OF THE JACKAL

Dessa nova safra de bandas de heavy metal, a Sign of the Jackal é uma das poucas que eu gosto. Formada em 2008 na Itália, a banda tem os vocais da Laura Coller.

O primeiro álbum, “Mark of the Beast”, saiu somente em 2013, mas o meu preferido é o trabalho mais recente, “Breaking the Spell”. Certamente é uma banda que promete e que vale a pena conhecer.

3. BLACKLACE

O Blacklace é uma banda americana que teve uma vida curta, formada em 1981 e com fim em 1987. Apesar disso, é uma banda muito querida na cena e também é uma das minhas favoritas.

Tiveram apenas dois trabalhos de estúdio: o clássico “Unlaced” de 84 e o “Get It While It’s Hot” de 85. O debut é sensacional.

2. PHANTOM BLUE

Formada só por mulheres, Phantom Blue é uma banda Californiana de 1987. O primeiro álbum homônimo é fantástico e eu acho que todo mundo deveria escutar.

Infelizmente, no dia 18 de maio de 2008 a guitarrista e fundadora do Phantom Blue, Michelle Meldrum, entrou em coma e faleceu 3 dias depois, devido a complicações de um crescimento cístico no cérebro. Ela tinha apenas 39 anos.

Por causa disso, a banda achou melhor encerrar as atividades. Em 2009, as meninas fizeram o Michelle Meldrum Memorial Concert, um show em homenagem a Michelle.

1. VIXEN

O posto de primeiro lugar não poderia ser de outra banda. A minha favorita de todas, o Vixen, é uma banda de hard formada apenas por mulheres no início dos anos 80. Entre indas e vindas, é uma das poucas que continua ativa até hoje! Elas venderam mais de 1 milhão de cópias e seus hits mais famosos são “Edge Of A Broken Heart”, “Cryin'”, “I Want You To Rock Me”, “Love Made Me” e “Cruisin'”.

Assim como o Phantom Blue, o Vixen também teve uma enorme perda: a guitarrista e fundadora Jan Kuehnemund, faleceu de câncer em 2013 aos 51 anos de idade.

Elas possuem 4 álbuns de estúdio: “Vixen” de 1988, “Rev it Up” de 1990, “Tangerine” de 1998 e o “Live & Learn” de 2006. Como sou fã, fica muito difícil dizer qual dos álbuns é o melhor, mas eu indicaria o Rev it Up para quem nunca teve contato com o Vixen antes. Só não recomendo o Tangerine, que eu acho péssimo.

Feliz Dia Internacional da Mulher para todas as headbangers que acompanham o BnB! =)

Continue Reading

Banda: Faun

Sabe aquela banda que você gostaria que todo mundo ouvisse? É o caso da Faun.

faun

Quando conheci a banda há uns tempos atrás, me apaixonei e fiz questão de sair espalhando a descoberta com os meus amigos que também amam música celta e folk.

Faun é uma banda alemã fundada em 1998 em Gräfelfing, Munique, e teve o seu primeiro álbum lançado apenas em 2002. As músicas combinam elementos da música celta, folk e medieval. São calmas, relaxantes, e me deixam com uma paz interior incrível sempre que ouço! 🙂

As letras falam sobre a mitologia pagã e o interessante é que eles não cantam apenas em alemão, mas também em espanhol, latim, finlandês, inglês, islandês e húngaro. É uma banda com um conteúdo musical riquíssimo!

A minha favorita deles é a Diese kalte Nacht, do álbum Von Den Elben, de 2013.

Apesar das letras não fazerem menção à ele, é como se um Fauno (Faun) estivesse tocando os instrumentos e você estivesse numa verdadeira vila medieval. Para quem não está familiarizado, Fauno é uma divindade campestre da mitologia romana ligada às colheiras e fertilidade, representada com cabeça de homem e corpo de bode.

Eles possuem 8 álbuns e 2 DVDs.

[+] INTEGRANTES:
Fiona Rüggeberg – vocais, flautas, gaita de foles, dombra, rebab, pomme, oud, harmônio, violão, piano
Oliver “Sa Tyr” Pade – vocais, nyckelharpa, harpa, Lauteninstrument, guitarra elétrica, berimbau de boca, didjeridu
Stephan Groth – vocais, viela de roda, flautas, cistre
Sonja Drakulich – vocais, dulcimer, percussão
Katja Moslehner – vocais
Rüdiger Maul – percussão, bateria
Niel Mitra – sampler, sintetizador
 Tenho certeza que o seu dia ficou mais leve após ouvir Faun! hehehe 😉
Continue Reading

TOP 5 Álbuns – Janeiro

Por algum ~motivo misterioso~, 99,999% das pessoas que acessam o blog pensam que eu gosto de música gótica, escuto Epica ou Nightwish no ritmo ragatanga e amo vocal lírico, mas não é bem assim não. Não que eu não goste, mas hoje em dia dificilmente eu chegaria em casa com aquele pensamento ‘meldeeeels que vontaaaade de ouvir um The Phantom Agony’, a não ser que eu estivesse sem sono e quisesse dormir rápido.

Na verdade eu ouço de tudo. De tudo mesmo. Eu não ligo pra rótulos e eu escuto tudo o que me agrada independente do estilo. Eu amo Avicii e não é muito difícil você me ver despirocando pela casa ao som de Tina Turner, mas nas últimas semanas eu tenho escutado muito post-hardcore e deathcore. A Daniele do passado me acharia bem fruta por isso.

Segundo meu LastFM, esses foram os 5 álbuns que eu mais escutei no mês de janeiro:

5

#5 IZEGRIM – CODE OF CONSEQUENCES
Izegrim
é uma banda de death metal da Holanda com uma mulher no vocal. O Code Of Consequences é o último álbum (2011) e pra mim é o melhor deles. E a vocalista tem um dos cabelos mais fuckin awesome que já vi.

4

#4 THE BLACK DAHLIA MURDER – UNHALLOWED
The Black Dahlia Murder é uma banda de death melódico dos EUA, na qual eu tinha muito preconceito. Já fui num show deles quando abriram pro Cannibal Corpse e lembro que na época achei uma merda, mas hoje em dia eu acho uma puta banda.. Apesar da minha antipatia com o guitarrista babaca Brian Eschbach.

O Unhallowed é o debut album deles lançado em 2003, e recomendo fortemente pra quem gosta de death melódico.

3

#3 CHELSEA GRIN – DESOLATION OF EDEN
Pra mim Chelsea Grin é uma das melhores bandas de deathcore. O Desolation of Eden é o álbum de estréia deles, lançado em 2010, e a gente sabe que praticamente todos os debut album são lindos. E com esse não é diferente.

2

#2 JUDAS PRIEST – LIVING AFTER MIDNIGHT
Judas Priest não precisa de apresentação né? O Living After Midnight é uma coletânea com as músicas mais chutadoras de bundas deles e como eu tava afim de escutar alguns clássicos, botei muito esse cd pra rodar aqui. BREAKINGTHELAWBREAKINGTHELAW!!!

1

#1 BULLET FOR MY VALENTINE – THE POISON
Sim, eu escuto Bullet For My Valentine! HUAHUAH BFMV é uma banda de metalcore  e o The Poison é o primeiro cd deles, lançado em 2005, me lembra um pouco Trivium e Killswitch Engage. Gosto muito!

E vocês, o que andam escutando? =**

Continue Reading

O casamento de Anette Olzon

3

No dia 11 de agosto a Anette Olzon (ex-Nightwish) se casou com Johan Husgafvel (baixista da banda Pain). O casamento foi uma surpresa pros convidados já que o evento na verdade seria somente o batizado de dois de seus três filhos, Mio e Nemo (sailing hooooome… nemo  letting goooo). Eles colocaram até um vídeo no instagram! :}

O casório ocorreu na Igreja St Mary (Mariakyrkan) na cidade de Helsingborg, na Suécia.

5

O vestido foi feito sob medida e foi comprado no DreamProm.com, que é uma loja gringa de vestidos de noiva que tem modelos lindos (eu babei nesse aqui) e bons preços. O colar é da loja Marni.

1

A Anette não quis usar salto alto e escolheu uma bota estilo cowboy. Bem diferente!

2

O cabelo e maquiagem foram feitos pela Linda, a melhor amiga da Anette. Ela colocou extensões de cabelo de 50cm, fez uma trança de um lado da testa e colocou uma faixa de cabelo. Ficou tão lindo! Mas ela já pintou… :~

6Cabelo novo da Anette. Gostaram?!

4

Ela postou mais fotos em seu blog oficial. Muitas felicidades pra ela e pros seus filhos Mio e Nemo! <33

 *Fotos: Annicka Nilsson

Continue Reading

Clipe de Seven Widows Weep do Sirenia

Saiu hoje o novo vídeo clipe oficial da música Seven Widows Weep do Sirenia. E esse clipe merece um post só dele por diversos motivos: eu amo sereias, a música é ótima, o clipe é muito bem produzido e a Ailyn está um absurdo de linda nele! <3

Assiste aí e baba comigo também:


LINDOLINDOLINDO! ;_;

E como uma boa afrescalhada que sou, não posso deixar de comentar sobre a maquiagem e o belo figurino da Ailyn, né? hehehe

sirenia1

Eu simplesmente amei essa make! <3 O segredo é ter um delineador em gel bem preto e um pincel fininho e bem firme pra fazer o traço.

Delineado gráfico + cílios postiços de drag é demais. Vale um tutorial, né? Vou tentar reproduzir depois, pena que não tenho esses postiços lindíssimos. ='(

E o figurino da Ailyn está fantástico, gosto muito dessas saias estilo gótico com corset underbust. Aliás, a saia me lembrou muito uma que vende na Black Frost.

sirenia0

Bem parecida, né? ^__~

A música faz parte do sexto álbum da banda, o Perils of the Deep Blue, que será lançado no dia 28 de junho via Nuclear Blast Records. A capa do álbum vai agradar muitas que também adoram um sereismo (alô Bruna!):

sirenia4

O álbum terá 11 músicas e terá uma versão limitada em digipak com duas faixas bônus.

A ilustração (que é meu wallpaper há meses! rs) foi feita pela Anne Stokes. Com certeza você já deve ter visto alguma arte dela por aí:

sirenia5

Ela faz um trabalho mais lindo que o outro! Sou fã. =)

Continue Reading